Santa B√°rbara

santa_barbara

Medidas: 18x28 cm (LxA)

Peso Aproximado: 130g


História

04 de Dezembro

Filha de pais pagãos, Bárbara aprendeu a amar a Deus observando a natureza, o céu, o sol, as estrelas e todas as maravilhas da terra.

Bárbara nasceu na Nicomédia, Bitínia, atual Turquia. Num lar pagão, desde pequena participava dos cultos e homenagens aos deuses. A menina cresceu bela e inteligente e aprendeu os valores cristãos a ponto de apegar-se a eles com toda a força da alma. Assim, instruída no cristianismo às escondidas, recebeu o batismo.

Mas chegou o dia em que seu pai tomou conhecimento disso. A princ√≠pio, tentou persuadi-la a voltar aos valores pag√£os com arg√ļcia e artimanhas. O tempo foi passando e nada de B√°rbara render-se. As press√Ķes sobre ela aumentaram e a sua desobedi√™ncia tamb√©m. At√© que, um dia, o pai a agrediu fisicamente, com castigos severos. B√°rbara resolveu fugir de suas m√£os e escondeu-se numa gruta.

Foi encontrada por dois pastores e entregue ao pai, que a maltratou, novamente, de maneira terrível. Estava apenas começando o seu sofrimento e martírio. Nada conseguindo, o pai a entregou ao governador romano Marciano.

Impressionado com a beleza da jovem, o governante, a princípio, evitou maltratá-la. Tentou a tática da conquista, não somente para sua religião como também para si. Nada conseguiu e a jovem começou a ser flagelada sadicamente, várias horas seguidas, durante dias inteiros. Conta-se que jamais se ouviu uma queixa ou lamento.

Segundo a tradição, Bárbara era confortada e tratada à noite por um anjo, de tal modo que no dia seguinte se apresentava a Marciano como se nada lhe tivesse acontecido durante o dia anterior. Tanto foi seu sofrimento que uma outra jovem cristã se ofereceu para tomar o seu lugar. Tinha vinte anos de idade e seu nome era Emiliana. Não conseguiu substituí-la, sendo depois morta no mesmo dia que ela.

Nessa ocasião, foi seu próprio pai que lhe serviu de carrasco. O golpe da espada paterna fez rolar sua cabeça e nesse instante foi fulminado por um raio que caiu sobre ele. Tudo isso transcorreu no século III.

Por isso, at√© hoje, santa B√°rbara √© invocada a proteger seus devotos durante as grandes tempestades de raios e trov√Ķes. A cristandade do mundo todo a homenageia com a escolha do nome no batismo, tamb√©m emprestado para v√°rias cidades que a t√™m como padroeira. A sua tradicional festa acontece no dia 4 de dezembro.

Oração

Santa B√°rbara, sois mais forte que a viol√™ncia dos furac√Ķes e o poder das fortalezas. Fazei que os raios n√£o me atinjam, os trov√Ķes n√£o me assustem. Ficai sempre ao meu lado para que eu possa enfrentar de fronte erguida e rosto sereno todas as tempestades e batalhas de minha vida, para que, vencedor de todas as lutas, com a consci√™ncia do dever cumprido, possa agradecer a v√≥s, minha protetora, e render gra√ßas a Deus, criador do c√©u, da terra e da natureza: Este Deus que tem o poder de dominar o furor das tempestades e abrandar a crueldade das guerras. Ficai sempre comigo para me dar for√ßas.

Conservai meu coração em paz. Que em todas as lutas da vida, eu saiba vencer, sem humilhar ninguém. Santa Bárbara, minha protetora, ensinai-me a louvar a Deus no fundo do meu coração. Intercedei junto a Ele, quando eu me encontrar em meio à tempestade. Alcançai-me Dele, para todos nós, a proteção nos perigos. E alcançai, para todo mundo, a paz, fazendo desaparecer todo rancor e toda a guerra.
Santa B√°rbara rogai por n√≥s e pela paz dos cora√ß√Ķes, das fam√≠lias, das comunidades, das na√ß√Ķes e do mundo inteiro. Am√©m!